Domingo, 26 de Setembro de 2010

"O CUQUEDO"

   Baseado na obra de Clara Cunha, "O Cuquedo", o teatro de fantoches que a Biblioteca Municipal de Anadia propõe para este mês resulta de uma adaptação desta história sobre um animal muito assustador que prega sustos a quem estiver parado no mesmo lugar.

   Eu estive presente ontem pelas 15 horas com os meus filhos. É uma boa oportunidade para pais e encarregados de educação levarem lá os seus filhos e educandos, pois, deste modo, estão a prepará-los a serem bons leitores e aumentarem o gosto pela leitura.

   Utilize este espaço, dado ser outra das grandes mais valias de Anadia.

publicado por cagido às 14:10

link do post | comentar | favorito
Domingo, 17 de Maio de 2009

RECREIO LIMPO

 

   Os pais e encarregados de educação, mais o corpo docente e discente da Escola Básica da Póvoa do Pereiro estão empenhadíssimos em transformar parte do recreio deste estabelecimento de ensino, num jardim aprazível. Para tal é comum vê-los aos sábados trabalhando em prol do bem estar dos seus educandos. Quando assim é todos estão de parabéns.

   Recreio Limpo é um concurso organizado pela Câmara Municipal de Anadia, onde as escolas do concelho tentam embelezar os seus espaços lúdicos. No final do ano lectivo é seleccionada a melhor escola, obedecendo a determinados requisitos, com um merecido prémio. Estou convicto que a escola da Póvoa do Pereiro será candidata à vitória final, com a atitude que os pais e encarregados de educação têm vindo a demonstrar.

publicado por cagido às 01:54

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 8 de Maio de 2009

A IMPORTÂNCIA DE SABER CHEGAR A CASA A HORAS

   Mário Cordeiro, pediatra, disse na semana passada numa conferência organizada pelo Departamento de Assuntos Sociais e Culturais da Câmara Municipal de Oeiras, que muitas birras e até problemas mais graves poderiam ser evitados se os pais conseguissem largar tudo quando chegam a casa para se dedicarem inteiramente aos seus filhos durante dez minutos.

   Ao fim do dia os filhos têm tantas saudades dos pais e têm uma expectativa tão grande em relação ao momento da sua chegada a casa que bastava chegar, largar a pasta e o telemóvel e ficar exclusivamente disponível para eles, para os saciar.      
   Passados dez minutos eles próprios deixam os pais naturalmente e voltam para as suas brincadeiras. Estes dez minutos de atenção exclusiva servem para os tranquilizar, para eles sentirem que os pais também morrem de saudades deles e que são uma prioridade absoluta na sua vida. Claro que os dez minutos podem ser estendidos ou até encurtados conforme as circunstâncias do momento ou de cada dia. A ideia é que haja um tempo suficiente e de grande qualidade para estar com os filhos e dedicar-lhes toda a atenção.
   Por incrível que pareça, esta atitude de largar tudo e desligar o telemóvel tem efeitos imediatos e facilmente verificáveis no dia-a-dia. Todos os pais sabem por experiência própria que o cansaço do fim de dia, os nervos e stress acumulados e ainda a falta de atenção ou disponibilidade para estar com os filhos, dão origem a uma espiral negativa de sentimentos, impaciências e birras.
   Por outras palavras, uma criança que espera pelos pais o dia inteiro e, quando os vê chegar, não os sente disponíveis para ela, acaba fatalmente por chamar a sua atenção da pior forma.
   Por tudo isto e pelo que fica dito no início sobre a importância fundamental que os pais-homem têm no desenvolvimento dos seus filhos, é bom não perder de vista os timings e perceber que está nas nossas mãos fazer o tempo correr a nosso favor.
 
In Boletim de Julho da Acreditar
  
   - Será que ao fim de um dia de trabalho os pais também não têm saudades dos seus filhos?
   Eu e a minha mulher temos bastante dos nossos, no qual fazemos os possíveis de brincar com eles todos os dias, havendo por vezes bastante algazarra e risotas de ambas as partes com as brincadeiras que fazemos. Até já tive o cuidado de perguntar ao vizinho se o barulho os incomodava, do qual obtive felizmente uma resposta negativa.
   Hoje em dia as crianças necessitam de muita atenção e afecto dos seus progenitores. No meu local de trabalho constato em algumas delas grandes carências afectivas. Temos de ser mais responsáveis e dar-lhes todo o apoio e carinho para se sentirem mais seguras a nível social, cognitivo e psicológico.
publicado por cagido às 22:47

link do post | comentar | favorito
Domingo, 4 de Janeiro de 2009

PARA REFLECTIR

   Carta de um filho a todos os pais do mundo

  Não me dês tudo o que te peço. Às vezes peço apenas para saber qual é o máximo que posso obter.

   Não me grites. Respeito-te menos quando fazes isso; e ensinas-me a gritar também. E eu não quero fazê-lo.

   Não me dês sempre ordens. Se em vez de dares ordens, às vezes me pedisses as coisas com um sorriso, eu faria tudo muito mais depressa e com gosto.

   Cumpre as promessas, boas ou más. Se me prometeres um prémio, dá-o; mas faz o mesmo se for um castigo.

   Não me compares com ninguém, especialmente com o meu irmão ou com a minha irmã. Se me fizeres sentir melhor que os outros, alguém irá sofrer; e se me fizeres sentir pior que os outros, serei eu a sofrer.

   Não mudes tão frequentemente de opinião acerca daquilo que devo fazer. Decide, e depois mantém essa decisão.

   Deixa-me desembaraçar sozinho. Se fizeres tudo por mim, eu nunca poderei aprender.

   Não digas mentiras à minha frente, nem me peças que as diga por ti, mesmo que seja para te livrar de um sarilho. Fazes com que me sinta mal e perca a fé naquilo que me dizes.

   Quando eu fizer alguma coisa mal, não me exijas que te diga a razão por que o fiz. Às vezes nem eu mesmo sei.

   Quando estiveres errado em algo, admite-o e será melhor a opinião que eu terei de ti.    Assim ensinar-me-ás a admitir os meus erros também.

   Trata-me com a mesma amabilidade e cordialidade com que tratas os teus amigos. Lá por sermos família não quer dizer que não possamos ser também amigos.

   Não me digas para fazer uma coisa que tu não fazes. Eu aprenderei aquilo que tu fizeres, ainda que não me digas para fazer o mesmo; mas nunca farei o que tu me aconselhas e não fazes.

   Quando te contar um problema meu, não me digas «não tenho tempo para tolices», ou «isso não tem importância». Tenta compreender-me e ajudar-me.

   E gosta de mim. E diz-me que gostas de mim. Agrada-me ouvir-te dizer isso, mesmo que tu não aches necessário dizê-lo.

(Marita Abraham)

publicado por cagido às 14:35

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

.posts recentes

. "O CUQUEDO"

. RECREIO LIMPO

. A IMPORTÂNCIA DE SABER CH...

. PARA REFLECTIR

.arquivos

. Julho 2018

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds